Perguntas frequentes sobre a cirurgia refrativa a laser

Perguntas frequentes sobre a cirurgia refrativa a laser

O objetivo da cirurgia refrativa é corrigir os erros refrativos (miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia) para diminuir ou eliminar a necessidade de óculos ou lentes de contato. A cirurgia pode ser realizada aplicando-se diferentes técnicas cirúrgicas. As mais comuns são LASIK e PRK.

Para quem a cirurgia refrativa é indicada?

A cirurgia refrativa está indicada para pacientes maiores de 21 anos, que apresentam grau de miopia, hipermetropia ou astigmatismo estável há mais de 1 ano, que desejam a independência dos óculos e que não apresentem contra-indicações. Uma avaliação clínica pré-operatória minuciosa e um estudo detalhado da córnea são essenciais para selecionar os pacientes que poderão ser submetidos ao procedimento com segurança. 

Qual a diferença entre PRK e LASIK?

A técnica PRK é mais segura para pacientes que apresentam irregularidades na córnea, espessura corneana diminuída e tendência a ter olho seco. Nessa técnica, a parte mais externa da córnea (epitélio) é removida para a aplicação do laser e uma lente de contato funcionará como curativo por 1 semana. A recuperação é mais lenta, mas mais estável a longo prazo, para esses pacientes. 

 A técnica LASIK, um flap (aba) é confeccionado na parte mais externa na córnea, de forma que após a aplicação do laser, ele é reposicionado, funcionando como um curativo natural. A recuperação é quase imediata, porém a técnica é contra-indicada em alguns pacientes, como os citados acima. A cirurgia refrativa à laser dói?

A cirurgia refrativa à laser dói?

 Para a maioria dos pacientes, não. Devido às gotas anestésicas que são aplicadas antes do procedimento, a cirurgia ocular em si é geralmente indolor. Na primeira semana, os pacientes podem sentir algum desconforto como fotofobia (aumento da sensibilidade à luz), lacrimejamento, embaçamento transitório da visão e dor (mais raramente). O nível de desconforto depende do tipo da técnica utilizada, sendo maior no PRK em relação ao Lasik. Após a primeira semana de cirurgia, a maioria dos pacientes não sente mais desconforto.

Quanto tempo após a cirurgia posso retornar ao trabalho?

O tempo de recuperação varia de acordo com a técnica realizada. Em geral, o paciente pode retornar às suas atividades normais após 1 semana, exceto para atividade físicas de impacto, contato físico e natação, que é necessário afastamento por 30 dias. Pacientes que trabalham em ambientes sem poeira e luz solar, muitas vezes, retornam às suas atividades antes dos 7 dias, principalmente os submetidos à técnica LASIK. 

É possível fazer consulta, exames e cirurgia no mesmo dia?

Não. Apesar de termos todos os aparelhos para exame e cirurgia no mesmo local, é necessário que se façam alguns exames com a pupila dilatada e, para a cirurgia, a pupila não pode estar dilatada. Por isso, é necessário o agendamento de consultas e exames em um dia e a cirurgia, em outro. Além disso, a cirurgia é feita de maneira personalizada, de forma que é necessária uma programação. A cirurgia refrativa à laser dói?


Lembre-se!

A cirurgia corretiva deve ser prescrita e realizada apenas por médicos oftalmologistas devidamente habilitados. Busque referências e indicações para a escolha do profissional.

Agende uma consulta conosco aqui!

Atendimento ao Cliente
Agende aqui sua consulta,
teremos grande prazer em recebê-lo!
chat